Home Atualidades SEGREDOS DO ELIAS [entrevista]

SEGREDOS DO ELIAS [entrevista]

Avaliação: / 2
FracoBom 

 

Perante uma plateia de convidados e amigos, que encheram por completo o Salão Nobre da Câmara de Almeirim, Elias Rodrigues, deu a conhecer a sua última publicação [Segredos da Memória - zainaeditores, 2013] . Coube ao escritor Domingos Lobo a análise e enquadramento desta compilação de "estórias ao sabor do tempo que se redescobre ao sabor da escrita". A apresentação contou ainda com a presença do Sr. Garrido, em representação da editora e com o Vereador para a Cultura, Dr. Eurico Henriques.

Foi uma tarde de emoções, principalmente para o autor da obra que contou com a colaboração de "ilustradores" amigos para darem complemento visual a
este projeto de escrita que mistura a ficção com realidades de outros tempos. Segundo Elias Rodrigues e de um modo geral, esta sua obra pretende ser também uma reflexão sobre a vida não deixando de fazer deste acontecimento um recorrente apelo à leitura.

Tempo ainda para descer à Galeria Municipal e ver, em exposição, as ilustrações e outras obras dos artistas plásticos presentes no livro.

Aconselhamos a ler!

 

          ELIAS RODRIGUES em breve entrevista

 

AA – “Segredos da Memória” - o livro que agora se divulga - reporta-se às suas memórias ou fantasia por entre elas?

   ER - Quem por algum motivo é levado à escrita, por vocação ou simples gosto, vive entre realidade e ficção, entre vivências,memórias pessoais e um mundo de imaginação e liberdade

AA- Sabemos que as estórias deste seu livro são autónomas. Porque razão optou por recorrer à imagem para as complementar?

   ER – As ilustrações, além de criarem uma outra leitura dos ambientes da escrita são uma forma de partilha e participação conjunta com os meus amigos, artistas que muito prezo, e que me dão um enorme conforto e satisfação, como uma festa, um abraço reconhecido.

AA – Considera-se um homem da Renascença, pela multiplicidade da suas preocupações estéticas ou é apenas um arquitecto levado pelas emoções?

   ER – A Renascença e o seu Humanismo é de facto uma época que me fascina, pela multiplicidade/ diversidade enciclopédica, dos conhecimentos científicos como das expressões artísticas, das artes plásticas à música e literatura, como dos estudos e inventiva técnica de um Leonardo da Vinci. Acresce ter coincidido com a época aurea da expansão portuguesa até aos 4 cantos do mundo, dos homens de letras, artes e ciências mais destacados, e da preciosa arquitectura manuelina.

Mas vivemos no Seculo XXI com outros parâmetros individuais e sociais. Continuam a par razão e emoção, desenvolvimento tecnológico/científico e um desumano mando financeiro, gritantes desigualdades sociais e emoções contraditórias, motivo constante de inquietação e busca da sociedade e de cada Homem.

 

Almeirim, outubro|2013

AutorAl agradece ao Elias a disponibilidade para esta entrevista


 

Share/Save/Bookmark

Este site usa cookies para melhorar a sua navegação. Se continuar a navegar entendemos que aceita o seu uso. Saiba mais sobre a nossa Politica de Cookies.

Aceito a politica de cookies