Home Outros

ALMEIRIM, TOPÓNIMOS, RAZÃO DE SER

Curioso trabalho de síntese e investigação que complementa a informação disponível sobre a toponímia da cidade de Almeirim. Carlos Jardim [Almeirim, 1955] procurou criar um documento que potenciasse o conhecimento da nossa toponímia, sabendo-se que, pelos anos passados sobre a última edição referente à temática esta carecia - naturalmente - de atualidade. Pode ler-se no prefácio do Autor; (…) Para além disso e como curiosidade, salientar o facto de Almeirim ser, talvez, a única terra conhecida que expressa o seu sentimento de boa vizinhança com todos os concelhos que a limitam, ao dar às ruas de entrada e saída da cidade, os topónimos daqueles concelhos limítrofes. (...)

 

Share/Save/Bookmark
 

O ACAMPAMENTO ROMANO DO ALTO DOS CACOS, Almeirim

Avaliação: / 4
FracoBom 

alt

Este é um trabalho de parceria, que reune investigação sobre a estação arqueológica do Alto dos Cacos (Almeirim) e vem sublinhar a relevância insuspeita, que este sítio teve na romanização do vale do Tejo, assumindo-se como uma instalação de cariz militar em meados do século I a.C.

 

Implantada numa antiga duna consolidada a norte da sede do concelho, sobre a margem esquerda do paúl do Vale de Peixes e nas imediações da Vala de Alpiarça e do Rio Tejo, o sítio será descoberto no início dos anos oitenta do sec. XX, no decorrer de trabalhos agrícolas. A sua localização permitia um contacto visual directo com espaços de ocupação romana e pré-romana da região.

 

Uma publicação que se completa com um conjunto de imagens que ajudam à compreensão, daquele que será, segundo os investigadores, que a assinam, um importante acampamento militar, pleno de vida social e de importância estratégica, numa época em que a topografia do terreno e a navegabilidade do Tejo ditaram a sua localização. 

 

CRONOLOGIA HISTÓRICA DE ALMEIRIM, 1411-1995

Avaliação: / 1
FracoBom 

O reforço da identidade local, com o consequente desenvolvimento do sentimento de pertença, exige também, o conhecimento do passado. Permite-se assim, a todos, reconhecerem-se no ambiente local em que as circunstâncias os fizeram nascer ou por capricho do destino aqui passaram a viver. Publicado aquando das Festas da Cidade de Almeirim (1996), esta cronologia comparada apresenta, a par de algumas curiosidades, os marcos temporais mais importantes de um concelho que comemora em 2011, os seus 600 anos de existência.

 

ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DA AZEITADA

Documento sobre a descoberta da Estação Arqueológica da Azeitada (Benfica do Ribatejo, Almeirim), sua descrição física e localização, fornecendo também elementos sobre o seu contexto biofísico, arqueológico, enquadramento cronológico, inventariação e estudo do espólio recolhido até à data (1998). Um conjunto importante de dados que nos dão a conhecer melhor, como epor quem, o concelho foi habitado. Assinado por António José Ferreira Quinteira.

 

 

 

CÓDIGO DE POSTURAS 1996

Como qualquer código de posturas, assenta num conjunto de regras e boas-práticas que se devem observar para o correto funcionamento dos serviços municipais. Aos olhos da atualidade, este documento - datado de 1996 - parece arcaico e ultrapassado, mas era com estas posturas que se faziam cumprir as normas municipais que deviam ser do conhecimento público. Apresenta-se fotocopiado e organizado por capítulos e artigos.

 
Mais artigos...